Nuvem facilita o acesso às imagens de câmeras de segurança; entenda como

Segurança é uma das principais preocupações dos brasileiros. Uma pesquisa de 2014 e as notícias de 2015 relativas às Olimpíadas mostram que, cada vez mais, as ações da população são condicionadas pela existência ou falta de segurança. Dessa forma, é natural também que os investimentos em segurança nos negócios e domicílios aumentem, e a principal solução para isso é a instalação de um sistema circuito fechado de TV (CFTV).

Tradicionalmente, um sistema de CFTV utiliza câmeras e gravadores digitais de vídeo (DVRs) para captar e gravar as imagens. Para facilitar o trabalho, a Intelbras criou o Intelbras Cloud, um sistema que permite que as imagens das câmeras sejam acessadas facilmente de qualquer lugar.

Um novo conceito em Cloud Computing

O "cloud computing" virou um termo muito associado ao armazenamento de dados e ao software facilitado. Mas, no caso do acesso remoto às imagens da câmera, refere-se a um serviço de conexão ponto a ponto (P2P) que não anula o uso do DVR em um sistema. Na verdade, ele facilita o acesso aos equipamentos, criando uma conexão que não depende de regras de rede (NAT) para realizar as conexões. Outra vantagem é que o sistema de monitoramento por câmeras agora pode ser configurado rapidamente. Entenda abaixo como funciona:

  • Para adotar a tecnologia, é necessário haver câmeras de monitoramento instaladas a um DVR funcionando. Se você já tiver esses aparelhos instalados no local e eles forem compatíveis com o software de acesso ao cloud, pode ir direto para a fase de configuração. Hoje existe três formas: através do aplicativo ISIC 6, SIM Plus e por meio da web.
  • Funcionamento e manutenção: uma vez que a instalação for feita através do aplicativo ISIC 6, SIM Plus ou pelo site, é possível utilizar uma dessas opções acima para realizar consultas ou possíveis manutenções.
  • Custo: para clientes da Intelbras, a adesão ao sistema é gratuita. Basta realizar um cadastro pelo aplicativo ISIC 6 ou pela página do Intelbras Cloud. O único gasto será com o técnico que realizará a configuração do sistema.

Vantagens da adoção de um sistema em nuvem para acesso a imagens das câmeras

Para o cliente

  • Facilidade de acesso aos equipamentos;
  • Fácil configuração do sistema em nuvem;
  • Não há necessidade de criar regras de redirecionamento de portas;
  • Um único cadastro, tanto para acesso externo e interno;
  • Sem custo adicional pelo serviço.

Para o técnico

  • Aderir à tecnologia em nuvem também é uma vantagem para o instalador/técnico. Foi desenvolvido um portal exclusivo para o instalador/técnico, onde é possível fazer uma gestão dos dispositivos de seus clientes. O portal também permite identificar quais dispositivos estão online/offline, possibilitando ao técnico se antecipar na resolução de problemas de seus clientes.

Confira um exemplo de configuração por meio da Intelbras Cloud

Suponha que existam dois DVRs em uma residência ou estabelecimento e que eles precisem de alguma configuração específica, feita remotamente. Antes, quando o processo era realizado com conexão via DDNS, era necessário o redirecionamento de portas (NAT) no modem/roteador para cada um deles. Somente depois desse processo ocorria o acesso ao dispositivo.

Com o Intelbras Cloud, o processo é realizado de forma mais fácil e ágil, pois não há a necessidade de direcionamento de portas. Basta inserir o dispositivo ‑ através de um QR code ‑ na página do Intelbras cloud, ISIC ou SIM Plus, para ter acesso às configurações.

E você, já pensou em mudar para um sistema em cloud de monitoramento de imagens das câmeras? Saiba mais sobre o Intelbras Cloud aqui.